sexta-feira, 18 de abril de 2008

Banquete de palavras




Banquete de palavras

O poeta viu as palavras.
Achou-as suculentas,
resolveu prová-las.
Comeu, mastigou até engolir.
O poeta se empanturrou de palavras
e passou mal,
O poeta vomitou as palavras
e assim nasceu o poema.

Anderson Rabelo

Um comentário:

. disse...

a folha diz folha sem nada dizer, pequeno Anderson.
E viva a poesia!