quinta-feira, 17 de abril de 2008

Ame




Ame

Escrevo amor porque preciso;
Escrevo amor porque o ódio existe;
Escrevo amor porque seu trono é nosso
e o amor não reina.


Ninguém me lê, quem lê me diz ser romântico.
Não sou.
Só preciso de amor e você também,
por isso escrevo, descrevo e até prescrevo.

Ame,
ame,
ame,
ame...

Anderson Rabelo

2 comentários:

Bruno disse...

[i]Esse é meu preferido!
Não sei exatamente o porquê,
simplesmente achei decente!
Parabéns, irmão!

Anônimo disse...

Rpz.... Relamente esse poema está simplesmente maduro.... vc escreveu c propriedade! Vc sabe q minha primeira leitura n foi exatamente essa, mas ao reler esse poema achei perfeito...
Tô adorando o blog... continue assim... sou sua f�!
Bju
Milena