domingo, 2 de outubro de 2016

Poesia para quem é músico




O G nasce
para que você não fique A/C
de B mesmo.
Nada de andar de D.
apenas para frente
num grande sustenido.

Anderson Rabelo

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Eternidades


Foto: (https://cdn.mensagenscomamor.com/resize/400x225/content/images/int/frases_sobre_passado.jpg Acesso em 21 de setembro de 2016)

Eternidades

É quando você tem alguém nos seus braços
que, de repente, o mundo para e você vê a beleza da vida
de alguém que te confia a própria vida
com um breve sorriso no rosto
e aquele clima suave de quem ama no ar.
É quando passa o tempo
que você sente saudade de se sentir amado,
se sentir querido e até mesmo ter sido um homem,
mas, agora, deve olhar pra frente
e esquecer o que já não existe mais.
Foi eterno enquanto durou,
mas é duro descobrir
que certas eternidades
tem fim.

Anderson Rabelo

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Teu Tom



Abraço da Alma


C


Amar


Estante


Nosso


Livre pra voar


Infinito


Sucesso


Medo oe Demo


Verão Semântico


Gota Paixão





Gota Paixão

Gota de chuva e chão
Toca em silêncio, algodão
Gota após gota chegam
fazendo um barulho gostoso
tal qual os sentidos de quem
se descobre apaixonado.
Talvez seja isso!
A paixão é chuva
e, se vem o amor,
é porque a semente germinou.

Anderson Rabelo

sábado, 9 de agosto de 2014

Novo Mandamento


Foto < http://www.horadaspoderosas.com/img/fotos/amar%20a%20si%20mesmo%201.jpg>

Novo Mandamento

Ame[´]m.

Anderson Rabelo

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Palavrear









                                 Foto: http://sumapedrosa.blogspot.com.br/2012/09/arvorear.html


Palavrear

O ato de palavrear consiste em
decigirar, criamentar,
argumendir, construquecer,
enloquir, pensamentar
e tantas novas palavras
que palavrear assemelha-se ao simples ato
de arvorecer.
Anderson Rabelo

terça-feira, 6 de maio de 2014

Essa fada


                                           Foto: miriamluiza.blogspot.com




Essa fada

Ah, essa fada,
essa fada.
Possui quatro asas
e voa rebuscada
abrindo as pétalas das flores,
distribuindo seu néctar,
proporcionando sabores,
desejos inferiores.
Voando às alturas,
gotejando orvalho
em flores selvagens.
Realizando desejos,
cuidando dos pares,
e mares
e lares.
Ah, essa fada,
essa fada.
Tão delicada,
essa fada.

Anderson Rabelo

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Lua





Lua 

A Lua dos astronautas
não é a mesma Lua que brilha para nós dois.
A Lua deles é lógica,
a nossa, poesia.
A deles é risco,
a nossa é vida.
Eles são homens,
para nós, são bailarinos
que dançam sobre o luar
e, sem mesmo saberem
tornam-se Ícaros
que voam sem asas
e são bem sucedidos,
mas fazem poesias no coração dos poetas.



Anderson Rabelo