sexta-feira, 9 de maio de 2008

O passeio do Real

O passeio do Real


Em um belo dia de sol, em algum paraíso fiscal...

- Olá Dólar, por aqui também?

- Pois é Euro, vim descansar, pegar um solzinho, aquela vida lá em casa me estressa.

- É verdade, e eu vivo viajando a negócios, agora meu trabalho está ficando cada vez mais cansativo cada vez mais exigente. Aproveitei e trouxe a minha família, e você?

- Também! A esposa, os cents, os primos, sogra, tá todo mundo aí, a mala foi pro hotel, estamos no caixa dois e você?

- Que legal, também estamos lá! Mas, segredo né, você sabe...

- Ih, olha quem vem ali, o baixinho!

- É mesmo, mas o que será que veio fazer aqui? Real, como está rapaz? Que tá fazendo aqui? Pra mim você só passeava em Igrejas, cuecas, Bíblias.

- É, mas dessa vez ganhei uma passagem quando assinei a Caras, agora tô aqui. Trouxe meus primos, o Dez centavos, Dez reais e ainda vieram os sete belos.

- Sete belos?

- Sim, a reencarnação dos Cinco centavos, ele morreu e reencarnou aí, o troco é ele.

- Prático não? – Pensa o Euro.

- Real – diz o Dólar – você sabe né, não to te desvalorizando, mas aqui só entra quem pode né?

- Ué, eu ganhei a passagem, vou ficar.

O Real ficou, passeou no parque dos desvios, foi para o clube da lavagem, namorou no parque da moeda. Enquanto isso o Dólar e o Euro se mordiam:

- Se o Real ficar mais um tempo, vão nos descobrir aqui, nossas férias são sigilosas. – disse o Dólar.

- É verdade, já viu o tanto de foto que ele disse que vai pôr no Orkut? Tem o hotel, o clube, Santa Casa da Moeda...

- O que faremos então? – Tentaram de todas as formas expulsar o Real dali, porém, o Real é gaiato, curtia tudo.

Então, Dólar e Euro, vendo que não tinha mais jeito, resolveram unirem-se à ele, e viram que isso era bom, puderam duplicar-se, somar-se e entraram em sociedades com empresas, universidades, igrejas, políticos, e assim o Real pôde voltar lá outras vezes.

Porém, as fotos no Orkut denunciaram o pobre do Real, e mais uma vez, ele foi deixado de canto e ficaram por cima o Dólar e o Euro.

Pobre do Real, de volta às cuecas...

Anderson Rabelo

Um comentário:

Ana Gabriela disse...

Ahhh!!!!
O texto ta massa...
E vê se nao perde a oportunidade... Você tem talento pra isso...

Beijos e se cuida..